Direção defensiva: entenda o que é e como praticar

Você certamente já ouviu falar bastante de direção defensiva e que isso ajuda a evitar muitos problemas no trânsito. Mas afinal, você sabe o que direção defensiva realmente significa e como fazer o uso correto quando estiver conduzindo seu veículo?

De acordo com o manual do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), direção defensiva é o conjunto de medidas e procedimentos utilizados para prevenir ou minimizar as consequências dos acidentes no trânsito.

Como grande parte dos acidentes são causados por negligência, imprudência ou imperícia, a direção defensiva entende que o motorista é um elemento ativo na alteração ou eliminação de fatores que possam causar eventuais acidentes.

Em outras palavras, o condutor deve estar sempre atento para reconhecer antecipadamente situações de perigo, prever suas consequências e tomar decisões que protejam os ocupantes dos veículos e demais usuários da via.

No Brasil, a resolução 168/04,[1] de 2004, exige que todo motorista passe pelo curso de Direção Defensiva, seja ao obter ou ao renovar sua habilitação.

Tipos de direção defensiva

Quando falamos em direção defensiva no trânsito, podemos dividir em dois tipos: preventiva e corretiva.

A direção preventiva é aquela que o condutor pratica ao antecipar riscos e é praticada quando o motorista ou motociclista dirige com atenção, analisando suas condições física e mentais para dirigir e ponderando também via pela qual está trafegando.

Em outras palavras, o condutor deve dirigir de acordo com a realidade apresentada pelo ambiente e consciente das condições de tráfego.

Já a direção corretiva é aquela exigida quando o condutor precisa agir com prontidão para corrigir uma situação de perigo que não pode ser antecipada. Por exemplo, quando o motorista age rápido para desviar pelo acostamento de um acidente que acabou de acontecer, evitando assim uma colisão traseira.


Como praticar a direção defensiva?

Agora que você já sabe qual é a definição e os tipos de direção defensiva, chegou a hora de conhecer alguns exemplos na prática.

Confira a seguir as 8 dicas que separamos para você praticar a direção defensiva e ter mais proteção no trânsito.

  1. Mantenha-se atualizado sobre as leis de trânsito

Conhecer e respeitar as leis de trânsito é fundamental para garantir a sua segurança no trânsito. Por isso é importante manter-se atualizado sobre as normas e regras, além de acompanhar as novidades e revisar os conhecimentos eventualmente esquecidos.

 

  1. Sempre respeite a sinalização

Independentemente da situação, respeite sempre a sinalização. Ela existe para orientar os motoristas e garantir a segurança de todos que trafegam nas vias e estradas. Quem obedece a sinalização diminui bastante o risco de acidente.

Portanto, se você estiver dirigindo, respeite as indicações da via, como velocidade máxima permitida, faixa contínua, proibição de conversão e de retorno, entre outras.

 

  1. Mantenha distância do veículo à frente

É sempre prudente manter distância do veículo à frente, pois em uma situação de emergência você terá mais espaço para frear, reduzir a velocidade ou desviar do outro veículo para evitar uma colisão.

Quanto maior a velocidade do veículo, mais difícil é freá-lo e, consequentemente, maior é a distância necessária para que ele pare completamente.

Essa dica vale tanto se estiver dirigindo nas ruas na cidade como numa autoestrada ou na zona rural. Nas rodovias, entretanto, o limite de velocidade é maior, o que torna bem elevado o tempo total necessário para parar totalmente o veículo.

Enfim… Se não houver uma distância segura, é quase certo que haverá um acidente de grandes proporções. Então, fique esperto!

 

  1. Atenção dobrada em dias de chuva

Em dias chuvosos, é mais comum a ocorrência de acidentes. Conduzir em pistas molhadas impõe muitas adversidades, até mesmo para motoristas experientes.

Por isso, em dias de chuva, é importante não andar em alta velocidade e procurar manter uma distância razoável do veículo da frente para evitar imprevistos.

 

  1. Lembre-se sempre do cinto de segurança

Apesar de essa ser uma das instruções mais básicas para qualquer motorista e o uso do cinto de segurança ser obrigatório, ainda é comum ver passageiros, seja no banco da frente ou no traseiro, sem o cinto. Vale lembrar que a utilização do equipamento é obrigatória para todas as pessoas a bordo do veículo.

Sem o cinto de segurança, os passageiros do banco traseiro poderão ricochetear no interior do veículo e as pessoas dos bancos da frente podem ser projetadas para fora do carro em caso de colisões e acidentes com capotamento.

 

  1. Evite celular e situações que tiram a atenção

Quase todo mundo sabe que é proibido usar o celular enquanto dirige, no entanto isso é muito comum de se ver nas ruas. Falar ou digitar no celular tira a concentração do motorista e pode causar muitos acidentes no trânsito.

Além de celular, evite outras situações que podem diminuir a sua concentração, como ouvir o som em um volume alto ou discutir com outros passageiros. Esteja sempre atento e focado na direção.

 

  1. Mantenha a prudência no trânsito

Evite freadas e manobras bruscas, bem como ultrapassagens arriscadas. Além disso, lembre-se de utilizar as setas para sinalizar todos os seus movimentos no trânsito. Isso é importante para que o que outros motoristas possam saber o que você irá fazer com antecedência e, assim, evitar acidentes.

 

  1. Use corretamente os periféricos

Para praticar a direção defensiva, é fundamental utilizar corretamente os periféricos do veículo, como retrovisores (traseiro e laterais), lanternas e faróis.

A posição correta dos retrovisores deve evitar que você vire muito a cabeça para enxergar o reflexo dos espelhos.

A lanterna, também conhecida como luz de posição, deve ser usada para indicar a presença do veículo aos demais motoristas e/ou pedestres quando o motorista for estacionar o carro à noite.

O farol baixo deve ser utilizado quando anoitece, ao atravessar túneis, em caso de chuva e neblina, quando circula em rodovias e em locais fechados com pouca luminosidade.

Já o farol alto deve ser utilizado somente quando não houver nenhuma iluminação da via e não houver outro veículo em sua frente ou sentido contrário.

 

Faça a sua parte por um trânsito menos violento

E aí… gostou das dicas acima? Gostou das dicas? Você adota estas práticas quando está conduzindo o seu veículo?

Deixe sua opinião nos comentários e lembre-se sempre de respeitar as leis de trânsito e praticar a direção defensiva… assim você pode evitar acidentes, protegendo a sua vida e a de outras pessoas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *